Home Umbanda Oxum

Oxum

1 291

Bela, vaidosa e sensual, Oxum é a deusa do amor e a mais feminina de todas as divindades da Umbanda. Rege a fertilidade e o poder de gestação. É a senhora das águas doces, que irrigam os campos, garantindo fartura, e também do ouro. Por isso, identifica-se com todas as manifestações de riqueza. Está associada à Nossa Senhora Aparecida.

Ela dá de beber às folhas de Ossain, aos animais e plantas de Oxóssi, esfria o aço forjado por Ogum, lava as feridas de Obaluaiê, compõe a luz do arco-íris de Oxumarê. Oxum está em tudo, pois, se amamos algo ou alguém é porque ela está dentro de nós. Como o rio, que sempre caminha pro mar, a Oxum da Umbanda está diretamente ligada à Rainha do Mar, encabeçando a legião das sereias de águas doces.

Oxum é a força dos rios, que correm sempre adiante, levando e distribuindo pelo mundo sua água que mata a sede. É a Mãe da água doce e Rainha das cachoeiras. Orixá da prosperidade e da riqueza interior, ela é a manifestação do Amor, puro, real, maduro, sensível e incondicional, por isso é associada à maternidade e ligada ao desenvolvimento da criança ainda no ventre da mãe. É Oxum que gera o nascimento de novas vidas que estarão no período de gestação numa bolsa de água – como ela, Oxum, rainha das águas.


É Oxum que “tomará conta” até o nascimento, quando, então, entrega à Iemanjá, que será responsável pelo destino daquela criança. Oxum é a mãe das crianças, seres inocentes e sem maldade, zelando por elas desde o ventre até que adquiram a sua independência. Os seus filhos são a sua maior riqueza. 
O casamento, o ventre, a fecundidade e as crianças são de Oxum, assim como, talvez por conseqüência, a felicidade. Oxum é o amor, é a capacidade de sentir amor. Ela é o elo que une os Seres sob uma mesma crença, trazendo a união espiritual. É o elo que une dois Seres sob o mesmo amor, agregando-os onde se dá inicio à concepção de uma nova vida. Ela é quem agrega os bens materiais que torna um ser rico, portanto, é conhecida como Orixá da Riqueza, Senhora do Ouro e das Pedras Preciosas.

Sincretismo: Nossa Senhora da Aparecida
Sexo: Feminino
Cor: Amarelo
Características: Cuida do amor existente e a fertilidade
Ferramenta: balaio, pano amarelo, doces, talco, espelho, perfume, batom
Flor: De tonalidade amarela, lírios, margaridas, flor-de-maio, amor-perfeito, rosa
Ervas: Erva-cidreira, Erva-de-Santa-Maria, Ipê-Amarelo, Mãe-Boa (erva sagrada de Oxum), Calêndula, Chuva de Ouro, Trevo Três Corações, etc.
Guia: contas de cristal amarelas
Oferenda: melão, banana, laranja, pêssego, quindin, açúcar, mel, quirela, camarão, feijão fradinho, água de coco, champagne de maçã, licor de cereja, suco de suas frutas.
Local: Cachoeiras
Comemoração: 12 de outubro
Saudação Oxum: Ai êê mamãe Oxum!