Para o texto a Magia das ervas na Umbanda, separamos algumas das ervas mais utilizadas dentro dos Terreiros, tanto na Umbanda, quanto nos cultos de Yorubá, e sua utilização. 

Um dos grandes mistérios em quase todos os ramos da Magia, em todo o mundo é a utilização das plantas, raízes, sementes, as ervas mais variadas, tanto em forma de defumações para os Deuses como para banhos purificadores, protetores e de cura. Algumas poderão ter denominação diferente em outros estados, mas sua nomenclatura usada aqui será a que conheço e de meu estado paulista.

A magia das ervas na Umbanda

Alfazema:

Planta de cheiro agradável, penetrante, tem ligação com o sexo feminino, sua influência serve como purificadora, como atrativo para os negócios e para o amor. No culto afro é ligada a Yemoja e Oxalá, na Umbanda a Oxalá. Os antigos terreiros de Umbanda ensinavam que um homem usando alfazema atrairia mulheres. A planta queimada sozinha limpa o ambiente e atrai prosperidade e bons negócios, bem como pessoas amigas.

Alecrim:

Ao meu entender ligada ao Orixá Oxossi no culto Afro, planta purificadora e ao mesmo tempo atrativa como a alfazema. Diziam os antigos que se uma mulher usar alecrim atrai pessoas do sexo oposto. É utilizada em ambientes comerciais em forma de defumação para limpar, descarregar e atrair clientes do sexo masculino. Se aliada à alfazema, purificará o comércio e atrairá clientes diversos. Um galho de alecrim onde estiver escrito o nome do ser amado e embebido em essência de rosas e guardado junto ao coração facilitará o contacto e a ternura entre as duas pessoas. Usado como banho deve ser tomado da cabeça para baixo como banho protetor e purificador.

Acácia Jurema:

Misteriosa! Conhecida por alguns como planta dos bons negócios, para se ter na entrada de casa ou comércio. Usada por nossos indígenas brasileiros, pois sua raiz é uma espécie de alucinógeno e sedativo. Suas folhas usadas em forma de banho, aliadas ao carvalho e a oliveira limpam uma pessoa de qualquer feitiço ou magia negativa.

Alfavaca:

Alguns a têm como erva de Exú, outros como erva de Oxalá. Independente do Orixá é uma planta atrativa, ao mesmo tempo em que, limpa nossa aura, atrai bons fluidos de saúde e prosperidade.

Arruda:

Quem ainda não ouviu alguma coisa sobre a magia da arruda? Planta com aroma forte, purificadora de primeira linha, descarrega o ambiente onde for queimada, e limpa a aura em forma de banho. No culto Afro alguns a têm como erva de Exú, outros de Ogum ou Oxossi, para mim é do último Orixá citado. Aliada a alfazema e ao alecrim seu poder triplica, pois tira do ambiente onde for usada, qualquer influência estranha ou negativa. É conhecido seu poder contra o olho gordo e o mau olhado. Usado por nossas mães de santo, pelos antigos e pelas benzedeiras para cuidar das crianças e adultos. Costumo usá-la até hoje para benzer pessoas carregadas de influências nocivas. Unir dois pedaços de sua madeira com uma fita vermelha, fina em forma de cruz torna-se um amuleto contra mal olhado. Se colocarmos alguns galhos em um ambiente eles murcharão assim que alguma energia negativa entrar no mesmo.

Absinto:

Planta mágica de influencia do planeta Marte, usada nos rituais tanto de depuração das forças negativas como para invocação de forças demoníacas e infernais. Muito apreciada na antiguidade. Dizem os vários magos que também é um excelente afrodisíaco usado em forma de perfume. Não é uma planta comestível nem para consumo em forma de bebida, pois produz alucinações e envenenamento.

Acácia:

Seu uso no Antigo Egito era imenso, era tida como uma planta sagrada dos Deuses, Tem seu uso para banhos de descarga bem como para composição de tinta mágica para traçado de pantáculos e talismãs mágicos.

Açafrão:

Planta de influência jupteriana, seu uso além de condimento em nossas cozinhas, tem um largo uso em defumações para atrair melhores condições financeiras. Associado a “nós moscada” é um poderoso abre alas para situações financeiras difíceis. É também utilizado nos filtros amorosos em conjunto com outras ervas.

Alcachofra:

Além de suas propriedades emagrecedoras quando consumida diariamente durante l mês, tem um poder afrodisíaco, quando utilizada com outros componentes em filtros mágicos.

Alho:

Além de ser um dos temperos mais conhecidos em todas as cozinhas do mundo, sua força mágica é poderosa. Afasta os visitantes noturnos do astral, e além de ser um antibiótico físico é um antibiótico astral, limpando ambientes em forma de defumação, colocado sobre soleiras das portas. Aliado com a palha da cebola, pó de café e cânfora é um defumador que elimina as larvas do astral, os feitiços e as más influências de um ambiente. Os antigos usavam um dente de alho descascado sobre o pulso do lado onde tinham um dente infeccionado.

Aloés:

Famosa babosa brasileira, usada nos cabelos antigamente para evitar sua queda e para propiciar novos fios. É uma planta jupteriana e sua atividade esta ligada aos problemas financeiros, pois aliado com benjoim e açafrão é um poderoso defumador para atrair bons negócios e abertura financeira. Apesar de sua polpa ser de difícil secagem, serve como componente e para ligar os outros ingredientes da defumação.

Angélica:

Planta mágica que tem o poder de desviar todo tipo de visão astral, de espíritos perturbadores bem como evitar que seu portador seja fascinado por uma amizade indesejável ou suspeita. Antigamente era chamada de Erva do Espírito Santo.

Anis Estrelado:

Planta de influência vênusiana seu banho serve nos casos amorosos, e como defumação aliada a outros componentes para abrir os caminhos amorosos e propiciar boas amizades, bons caminhos, paz e triunfo.


Bambu:

As folhas de bambu, usadas na forma de maço, batidas pelas paredes, móveis e portas limpam o ambiente das influências nocivas de desencarnados negativos e errantes, bem como de feitiços. Queimando suas folhas podemos limpar o ambiente e se juntarmos um pouco de pó de café seu efeito se tornará mais possante.

Benjoim:

Uso indicado para atração financeira, pode ser aliado a canela e ao cravo para atrair clientes e bons negócios.

Colônia:

Planta sagrada do Orixá Oxalá. Seu pendão de flores é um chá calmante, cheiroso como o chá de jasmim e tem efeito de repor energias nas pessoas estressadas do dia a dia.Sua utilização em forma de banho não deve ser fervida e sim triturada como o manjericão e tomado da cabeça para baixo, para atrair boa sorte e paz.

Canela:

Seu uso é um excelente atrativo para amor, finanças, saúde e prosperidade. Abre caminhos.

Cravo:

Atrativo de primeira linha, em forma de banho, nos favorece ao fazer uma entrevista, procurar um emprego, encontrar alguém que amamos, deixar a aura com uma vibração positiva.

Canela e cravo:

Em forma de pó, unidos formam um excelente atrativo financeiro para assoprarmos em um ambiente que queremos favorecer.

Espada de São Jorge:

Dedicada ao Orixá Ogum, a Exú, a Yansã. Uma das plantas mais conhecidas dos brasileiros juntamente com a arruda. Um vaso de espadas atrás da porta principal tem o poder de defender contra o mal. Duas espadas cruzadas e pregadas atrás da porta bloqueiam as pessoas de intenção duvidosa e as influencias negativas. Em forma de banho purifica e protege, e pode ser aliada ao alecrim, arruda, alfazema e à guiné, tornando-se um banho muito conhecido na Umbanda, e de forte poder.

Guiné:

Ao meu ver do Orixá Ogum. Tem um forte poder contra o mal. Limpa e purifica, pode ser usada na mistura citada acima, em forma seca para defumação, como em forma de banho da cabeça aos pés, para energizar, tirar debilidades, dar forças novas e proteção.

Incenso:

Uma resina universalmente conhecida em todos os cultos. Pode ser usado sozinho em forma de defumação ou com outras ervas também. Seu efeito é potencializar e limpar um ambiente ou pessoa. Aliado as outras ervas é um complemento potencializando os efeitos da mesma. Pode ser tomado como banho também, embora não seja de uso freqüente ou costumeiro.

Mangueira:

Suas folhas são de Ogum e de Exú. Seu banho fortalece, purifica a aura e tira os feitiços e mal olhados, abrindo os caminhos. Pode ser usada em conjunto com a guiné e o alecrim, é um banho forte para o ser humano. Suas folhas podem ser usadas para “bater”nas paredes como o bambu ou serem espalhadas pelo chão, e deixadas por algumas horas para retirar as mas vibrações.

Manjericão:

Planta votiva, do Orixá Oxalá, o Orixá do Branco e da Paz. Seu uso é purificador e consagrador, para atrair a paz, alegria, felicidade e bons caminhos, apenas não deve ser usado em forma de banho fervido e sim macerado e tomado da cabeça para baixo. É um bom costume ralarmos algumas folhas misturando açúcar mascavo e aspergir um ambiente para limpar de influências nocivas. Colocados em um vaso tem o mesmo efeito da arruda: se o ambiente carregar murcham rapidamente.

Noz moscada:

Atrativo, ajuda ativar as finanças, e aliado à canela é também utilizado para atrair dinheiro, prosperidade e clientes.

Peregum (dracena de folha mais larga):

Existe o peregum arroxeado que é de Yansã, o verde para inúmeros Orixás, o verde com amarelo, é dedicado ao Orixá Logum (filho de Oxossi e Oxum). Seu uso pode ser em forma de banho para limpar a aura bem como, na forma indicada para o bambu, “batendo e tocando pra fora” as vibrações negativas do ambiente. Não deve ser fervido.

Pitangueira:

Pertence ao Orixá Oxossi é a planta que abre os caminhos financeiros e os bons negócios. Suas folhas verdes podem ser fervidas e tomadas como banho da cabeça aos pés, suas folhas secas podem ser usadas com canela, cravo e açúcar mascavo para defumar um ambiente e atrair bons negócios. Em forma de uma vassoura ou maço nas mãos pode limpar o ambiente, móveis, paredes, portas.

Acredito ter colocado aqui as ervas mais usadas e mais conhecidas em nosso meio espiritual, existem outras, mas seus efeitos não diferem muito das aqui colocadas. Seus poderes são visíveis basta que se utilize para avaliar. As que coloquei como maceradas devem ser usadas assim, pois sua fervura estragaria seu poder mágico. Como tudo neste Universo, nossas irmãs plantas dão sua contribuição para aliviar a raça humana de nossas aflições e mazelas. Faça bom uso delas e as ame, e creia que elas farão sentir o seu poder.