Passe magnético

0
223

O passe é uma transmissão de fluidos benéficos, com caráter assistencial e regenerador, que é aplicado pela simples imposição de mãos, dispensando qualquer contato físico entre o passista e o receptor. O passe permite a regeneração dos enfraquecidos, física ou espiritualmente. O passista detém uma grande responsabilidade, pois cabe a ele impor as mãos sobre as pessoas com qualquer tipo de carência e abençoá-las em nome do Criador. Ele não é nenhuma pessoa especial, necessita apenas ter o desejo sincero de servir e viver uma vida sadia, sem vícios e cultivando bons pensamentos.

Sobre o assunto, Kardec tratou sobre o aspecto geral de CURAS e nos demonstra que “este gênero de mediunidade consiste, principalmente, no dom que possuem certas pessoas de curar pelo simples toque, pelo olhar, mesmo por um gesto, sem o uso de qualquer medicação”. (L. M. Cap. Xiv – 175 – 2 Parte).

A energia transmitida pelos amigos espirituais circula primeiramente na cabeça dos médiuns, ou seja, no Centro Coronário.

O cérebro funciona como um aparelho emissor e receptor de ondas mentais; o pensamento é um fluxo energético do campo espiritual através do movimento vibratório. Entretanto se faz necessário sintonia ou harmonia vibratória entre o passista e mentor, ou seja uma afinidade moral, afim de que a transmissão  fluxo fluídico acorra perfeitamente.

No procedimento do passe, duas instâncias se interligam o doador e o receptor.

Dos receptores do passe, podemos destacar os pacientes com problemas físicos, portadores de doenças contagiosas, portadores de doenças não contagiosas, pacientes com problemas espirituais: (De origem Perispirítica (Cármica), de origem Obsessiva, decorrentes de desvios Morais).

Kardec  nos informa que “A força magnética é puramente orgânica; pode, como a força muscular, ser partilha de toda gente, mesmo do homem perverso; mas só o homem de bem se serve dela exclusivamente para o bem… mais depurado, o seu fluido possui propriedades benfazejas e reparadoras, que não pode ter o homem vicioso ou interessado.

O Passe na Bíblia

“E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta e anda” – (Atos 3.6).

“E rogava-lhe muito dizendo: Minha filha está moribunda; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos para que sare e viva. E foi com ele, e seguia-o uma grande multidão que o apertava” – (Marcos 5.23-24).

“Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios: De graça recebestes, de graça dai” – (Mateus 10.8).

“Pegarão nas serpentes, e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão” -(Marcos 16.18).

“E os apresentaram ante os apóstolos, e estes, orando, lhes impuseram as mãos” – (Atos 6.6).

Uma vida moderada, sem abusos ou desequilíbrios, sem excessos ou desvios, é o que configura o papel ao magnetizador ou passista.

Aos doentes, existem aqueles em que o magnetismo não exerce influência alguma, e outros em que a ação desde logo é evidenciada e decisiva, por fatores devido ao magnetizador, ao magnetizado,  e um terceiro fator que a ciência já comprova como certa por não apresentar influência física: a Fé.

Para que o doente esteja apto ao procedimento, é necessário prepara-lo, ou seja, coloca-lo em sintonia com a fé em Deus.

O ambiente familiar, a sua posição mental e o estado espiritual, são fatores que também devem ser observados.

Entretanto, para a eficácia do passe, é necessário que o doente tenha o desejo da cura, uma vez que o agente de cura, reside no próprio doente que é o desejo de reformar-se intimamente, e elevar-se espiritualmente.

Dessa forma, a ação magnetizadora será muito mais eficiente, bem como a recepção da ajuda proveniente dos Amigos do Plano Espiritual.

 

Livros recomendados sobre: Passe

Livro – Passes e Curas Espirituais

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here