O que é preciso para ser um bom médium passista

0
207

“Esquece os males que te apoquentam, desculpa as ofensas de criaturas que te não compreendem, foge ao desânimo destrutivo e enche-te de simpatia e entendimento para com todos os que te cercam.”

“Um homem bom e sadio pode atuar sobre os seres débeis e enfermiços, regenerá-los por meio do sopro, pela imposição das mãos e mesmo mediante objetos impregnados de sua energia”.

Toda pessoa de boa vontade e disposição sincera de auxiliar o próximo pode aplicar passe.

Quando uma criança se machuca e apresenta a parte afetada para que sua mãe passe a mão ou sopre está recebendo um passe. A ausência de estudo, no entanto, representa estagnação, por isso, a capacidade de ajudar crescerá na proporção do seu esforço auto-educativo e de sua instrução. Servir com eficiência é realização íntima, é aquisição espiritual.

O passista antes de tudo é um médium. Possuir a faculdade radiante é tão somente uma variante. Como médium, portanto, vale para ele, tudo que se recomenda para os outros médiuns.

TRÊS REQUISITOS SÃO INDISPENSÁVEIS AO BOM PASSISTA

CUIDADOS FÍSICOS – APERFEIÇOAMENTO – RENOVAÇÃO MORAL

1 . CUIDADOS FÍSICOS:

Existem as barreiras de ordem fisiológica. Além das óbvias condições de higiene, há o problema da alimentação, dos vícios e dos descontroles sexuais, que são fatores de suma importância em todas as formas de mediunidade, como veremos:

ALIMENTAÇÃO – O excesso produz odores fétidos através dos poros, bem como das saídas dos pulmões e do estômago, prejudicando as faculdades radiantes, porqüanto provoca defecções anormais e desarmonias de vulto no aparelho gastrintestinal.

“Comendo pouco, nos alimentamos muito, essa é a chave para adquirir o equilíbrio alimentar e vencer a gula”.

“Nada de empaturrar-se o companheiro com viandas desnecessárias. Estômago cheio, cérebro inábil” (André Luiz – Livro Desobsessão).

A digestão laboriosa consome grande parcela de energia, impedindo a função mais clara e mais ampla do pensamento, que exige segurança e leveza para exprimir-se nas atividades da desobsessão.

Recomendamos

Aconselháveis os pratos ligeiros e as quantidades mínimas, crendo-nos dispensados de qualquer anotação em torno da impropriedade do álcool, acrescendo observar que os amigos ainda necessitados do uso do fumo e da carne, do café e dos temperos excitantes, estão convidados a lhes reduzirem o uso, durante o dia determinado para a tarefa, quando não lhes seja possível a abstenção total…”

ÁLCOOL – Este , e outras substâncias tóxicas operam distúrbios nos centros nervosos, modificando certas funções psíquicas e anulando os melhores esforços na transmissão de elementos regeneradores e salutares, O álcool não é alimento nem remédio, quando utilizado isoladamente ou em forma de aguardente. Ë tóxico, chegando ao seio da substância nervosa, excita-a e diminui sua energia e resistência e deprime os Centros Nervosos fazendo surgir lesões mais graves, como paralisias e delírios. Como tóxico do aparelho digestivo, corta o apetite, o estômago inflama e a ulceração da sua mucosa logo se manifesta, O que se vê nos hospitais durante a autópsia do cadáver de um alcoólatra crônico é algo horripilante, O panorama interno do cadáver pode ser comparado ao de uma cidade completamente destruída por um bombardeio atômico.

O FUMO – Encaramos a posição de ser auto-suicídio o hábito de fumar. Enveredando pela dinâmica que a Doutrina Espírita leva aos seus praticantes, é impositivo no trabalho de transformação íntima, largar o fumo. Não só para prevenir enfermidades, mas também como treinamento importante para o fortalecimento das potencialidades do espírito e o domínio de nossas tendências seculares.

O hábito de fumar começa em geral na infância ou na adolescência incentivado pelos mais velhos com exemplos dentro de casa.

A quantidade de nicotina absorvida varia de 2,5 a 3,5 miligramas por cigarro. Ao ser tragada, a fumaça entra pelos pulmões carregando vários gases voláteis que se condensam no alcatrão, passando à corrente sangüínea juntamente com a nicotina. Esta é tóxica, venenosa. O alcatrão é cancerígeno. Esses componentes agem na intimidade celular, principalmente nas células do sistema nervoso central, modificando o seu metabolismo, ou seja, as transformações físico-químicas que lhes permitem realizar os trabalhos de assimilação e desassimilação das substâncias necessárias à sua função. Porém, o que melhor retrata esse quadro é o fato de um fumante que absorve dois maços de cigarros por dia, durante 30 anos, ter sua vida diminuída em oito a dez anos. Portanto, esta é, indubitavelmente uma forma de suicídio.

O Perispírito, na região correspondente ao Sistema respiratório, fica graças ao fumo, impregnado e saturado de partículas semimateriais nocivas que absorvem a vitalidade, prejudicando o fluxo normal das energias espirituais sustentadoras, as quais , através dele se condensam para abastecer o corpo fluídíco.

Dentro de um propósito transformista, que a vivência doutrinária nos evidencia, é indispensável abandonar o fumo, principalmente os que se dedicam aos trabalhos de assistência espiritual, que veiculam energias vitalizantes, transmitidas nos serviços de passe.

CARNE – Embora as próteínas de origem animal sejam importantes à nossa subsistência, a preferência pelos produtos naturais, como cereais, verduras, frutas, ovos, mel, leite e seus derivados é mais condizente com a natureza da criatura que busca ascender espiritualmente.

Quem já teve oportunidade de assistir ao abate de animais para alimentação humana, pode observar a angústia de que são tomados no momento da morte. Essa angústia se lhes grava no

“Perispírito” e deste, é impressa na carne em forma de fluídos negros pesados. Ao ingerirmos a carne, ingerimos também uma dose desses fluídos viscosos produzidos pelo sofrimento, os quais vão localizar-se no Perispírito humano. Daí se origina uma série de perturbações orgânicas, de todos os graus, cuja causa a ciência ainda não soube explicar. Além disso, esses fluídos negros e animalizados tornam o Perispírito humano denso por se terem agarrado a ele, e dificultam a vida espiritual, porque depois de desencarnar, o espírito humano tem de sofrer. longo processo para se livrar deles.

RIGOROSO CONTROLE NA CONDUTA SEXUAL – Sexo desregrado é responsável por sérios danos à estrutura psíquica e orgânica.

Em reuniões de materialização do Grupo Scheilla de Belo Horizonte, Allan Kardec se materializou no ano de 1953 respondendo a várias perguntas, entre elas, algumas sobre o sexo, que transcrevemos:

Pergunta. “Qual a influência do sexo na mediunidade?

O exercício das funções sexuais prejudica ou não o exercício da mediunidade?” Resposta.” O sexo é um potencial divino. Produz energias divinas como o amor de criatura para criatura. As nossas vibrações e as nossas percepçôes se dilatam produzindo auréolas de simpatia, de fraternidade de amor, O potencial do sexo em excesso desvirtuado desequilibra as faculdades psiquico-mediúnicas, enrijecendo o Perispírito, sufocando vibrações do coração. As energias do sexo, quando duas criaturas buscam entrelaçar em um só ideal e quando cada uma se esforça por se equilibrar num objetivo puro, não prejudicará nunca, levando-se em conta o não excesso, o trabalho mediúnico. Controlando, espritualizar-se-a mais depressa, mas como o sexo é um patrimônio divino concedido a cada criatura, deve ser usado, vamos assim nos expressar, com controle, quando duas almas se encontram unidas. (Livro Forças Libertadoras – R.Ranieri).

“Toda a produção de energia vital é realizada, pelas glândulas genitais; e , por vontade nossa, podemos transferi-la a outros, através de passes. Essa é uma das utilizações mais nobres que está ao nosso alcance : ceder os fluídos que a natureza produz para nós, gratuita e generosamente, para acudir às necessidades alheias”. (C. Torres Pastorino).

OS VICIADOS EM GERAL, quase sempre tem ao seu lado entidades inferiores que os induzem ao vício, exercendo grande domínio e dele usufruindo as mesmas sensações de aparente prazer. cria-se desse modo, dupla dependência, uma por parte do vício propriamente dito, com toda a carga psicológica que o motivou, outra por parte das entidades invisíveis que hipnoticamente exercem sua influência conduzindo por sugestão o indivíduo à perpetuação do vício.


2. APERFEIÇOAMENTO

“Suponhamos agora a faculdade mediúnica completamente desenvolvida. Que o médium escreva com facilidade, que seja o que se chama um médium feito. Seria um grande erro de sua parte considerar-se dispensado de novas instruções. Ele só teria vencido uma resistência material, e é então que começam as verdadeiras dificuldades. Mais do que nunca necessitará dos conselhos da prudência e da experiência, se não quiser cair nas mil armadilhas que lhe serão preparadas. Se quiser voar muito cedo com suas próprias asas, não tardará a ser enganado por Espíritos mentirosos que procurarão explorar-lhe a presunção”. (Livro dos Médiuns – item 216).

Começar pela teoria, aí todos os fenômenos são apreciados, explicados de modo que o estudante venha a conhecê-los e compreender as variações , a saber em que condições podem se produzir e quais os obstáculos que pode encontrar. outra vantagem advinda do estudo é a de mostrar imediatamente a grandeza do objetivo e o alcance desta ciência

Quando um candidato ao trabalho de passe revela sincera disposição de servir, a espiritualidade passa a prestar-lhe mais efetiva assistência, a fim de que sua boa vontade seja melhor utilizada e suas possibilidades ampliadas. Desde que possua a imprescindível boa vontade, poderá ser utilizado, na falta de elemento mais eficiente, cabendo-lhe, no entanto, empenhar-se constantemente no esforço auto-educativo para estar sempre à disposição das entidades especializadas, em qualquer circunstância.

Nesse particular, quando Saulo necessitava de passe, Ananias, o discípulo residente em

Damasco, nos dá admirável exemplo, ao prontificar-se para a tarefa, dizendo : “Eis-me aqui Senhor” – Atos 9:10.

A ausência de conhecimentos só se justifica enquanto o passista não tenha condições de adquiri­los e aperfeiçoa-los. Sempre que possível estudar também assuntos relacionados com passes, curas e radiações espirituais. Quanto aos passes e curas, o Novo testamento contém numerosos fatos, todos dignos de estudo e meditação, à luz dos princípios Fundamentais da Doutrina Espírita.

– Procurar conhecer sobre anatomia e fisiologia. A anatomia trata das partes do corpo humano, A fisiologia das funções de seus órgãos.

– Os Princípios Fundamentais da Doutrina Espírita devem ser considerados não só para efeito de estudos, como também para aplicação prática na vida, com vistas à explicação lógica dos fatos que nos acontecem ou de que tomamos conhecimentos. São eles:

1 – DEUS;

2 – JESUS;

3 – EVOLUÇÃO;

4 – ESPÍRITO;

5 – PERISPÍRITO;

6 – LIVRE ARBíTRIO;

7 – CAUSA E EFEITO OU AÇÃO E REAÇÃO;

8 – MEDIUNIDADE;

9 – REENCARNAÇÃO;

10 – PLURALIDADE DOS MUNDOS HABITADOS;

11 – IMORTALIDADE DA ALMA;

12 – VIDA FUTURA;

13 – INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS NA NOSSA VIDA;

14 – AÇÃO DOS ESPÍRITOS NA NATUREZA;

15 – PLANO ESPIRITUAL.

– Estudar o Evangelho Segundo o Espiritismo, que nos dará um bom Roteiro de como compreender melhor o Evangelho de Jesus;

– Estudar as Leis Morais, que se encontram na terceira parte de O Livro dos Espíritos a partir da questão 614. LE 648 – Que pensais da divisão da lei natural em dez partes, compreendendo as leis sobre a: 1 – ADORAÇÃO, 2 – TRABALHO, 3 – REPRODUÇÃO,

– 4 – CONSERVAÇÃO, 5 – DESTRUIÇÃO, 6 – SOCIEDADE, 7 – PROGRESSO, 8 – IGUALDADE, 9 – LIBERDADE, 10 – JUSTIÇA AMOR E CARIDADE?

Essa divisão da lei de Deus em dez partes é a de Moisés e pode abranger todas as circunstâncias da vida, o que é essencial…

O instrumento precário é útil sempre que o trabalho visa o bem. Entretanto, no próprio interesse dele, deve aperfeiçoar-se porque ninguém o pode livrar das experiências e do aprendizado. E embora possa ser útil, tem utilidade limitada. Quando nos referimos às qualidades necessárias aos servidores desse campo de auxílio, a ninguém desejamos desencorajar, mas orientar as aspirações do trabalhador para que sua tarefa cresça em valores positivos e eternos.


3. RENOVAÇÃO MORAL

LE 629 – Que definição se pode dar à moral?

A moral é a regra da boa conduta e portanto, da distinção entre o bem e o mal. Funda-se na

observação da lei de Deus. O homem se conduz bem quando faz tudo tendo em vista o bem e para

o bem de todos, porque então observa a Lei de Deus.

Conduzir-se à renovação interior, pelo conhecimento e a prática evangélica, a fim de despertar a boa vontade e o interesse nas aquisições sagradas do bem, mantido acima de qualquer preocupação transitória.

Elevar-se urgente, para que suas obras se elevem no mesmo ritmo. Levada a efeito a construção da boa vontade sincera, o trabalhador leal compreende a necessidade do desenvolvimento das qualidades a que nos referimos, porqüanto em contato incessante com os benfeitores desencarnados, que se valem dele na missão de amparo aos semelhantes recebe indiretas sugestões de aperfeiçoamento que o erguem às posições mais elevadas.

Equilibrar o campo das emoções. Não podemos auxiliar se desperdiçamos as irradiações vitais, um sistema nervoso esgotado, oprimido é um canal que não responde pelas interrupções havidas.

Desenvolver Disposição sincera de ajudar o próximo, encarandó-o como irmão, porque étambém um filho de Deus.

Amar sublimadamente ao semelhante.

Conhecer e aceitar a posição de simples intermediário de recursos do mais alto, não alimentando orgulho e vaidade.

Perseverar no trabalho para que os amigos espirituais possam contar com ele para a tarefa. Fé raciocinada e profunda confiança de quem trabalha alicerçado nos ensinamentos de Jesus, sublimação de todos os impulsos, buscar domínio sobre si mesmo, atitude cristã e decidida em todas as circunstâncias. Palavras, gestos e ações corretos e edificantes.


EMISSÃO DOS FLUÍDOS PELAS MÃOS


As mãos dos médiuns, quando concentrados, no momento do passe, tomam um coloração azul-clara com nuances de verde, emitindo raios muito fosforescentes, que atingem alguns centímetros de espessura. Das pontas dos dedos são emitidos pela vontade do médium (passista), formando um CHUVEIRO MAGNÉTICO, na direção que lhes for imprimida.

Os dedos de projeção mais forte são os polegares e logo em seguida os indicadores.

Quando os dedos juntos, em forma de fêixe, os fluídos perdem a forma dispersa e caem em jactos fortíssimos, penetrando profundamente no organismo.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAura
Próximo artigoPasse – o que é?

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here