O Pensamento e o Moral do homem

0
218

Todo pensamento cria uma forma, e a natureza dessa forma, se agradável ou não, só depende de nós


Há muitas coisas que se poderiam dizer sobre as formas-pensamento, mas uma abordagem completa não seria conveniente no pequeno espaço desse site. Vou tentar, então, me ater ao que considero mais importante com vistas ao nosso crescimento moral.


Todo pensamento produz uma imagem, que, normalmente, fica flutuando, mais ou menos, no nível dos nossos olhos, e permanece ali até que o pensamento se desfaça. Essa imagem, chamada comumente de forma-pensamento, ganha uma vida inteligente e é animada pelo tipo de sentimento ou pensamento que a gerou. Assim, se o teor do nosso pensamento é alegre, vamos criar uma forma-pensamento bonita e vibrante de alegria. Ao contrário, se pensamos em dor, a forma-pensamento assim gerada será lúgubre e de vibração densa e pesada.


Uma vez criada, a forma-pensamento vai fazer o possível para sobreviver e vai se alimentar de pensamentos semelhantes ao que a gerou. Além disso, formas-pensamento de igual teor se atraem e se fortalecem mutuamente, gerando uma energia muito mais intensa.


Como pensamos e sentimos ao mesmo tempo, as formas-pensamento são feitas de matéria dos nossos pensamentos ou, o que é mais comum, dos nossos pensamentos e sentimentos. Um pensamento puramente intelectual ou impessoal, tal como a matemática, movimenta apenas matéria mental, ao passo que, se o pensamento traz algum sentimento ou desejo, estará também atraindo matéria emocional.


Se nós temos um pensamento pessoal, que diga respeito apenas a nós, a forma que gerarmos permanecerá ao nosso redor, influenciando apenas a nós mesmos. Além disso, como também somos como ímãs, vamos atrair outras formas-pensamento afins que irão fortalecer as nossas próprias. Essas formas-pensamento ficam reagindo sobre nós e se reproduzindo, instalando, com isso, os nossos hábitos de pensamentos e sentimentos.


Daí ser tão importante nos acostumarmos a ter bons pensamentos e sentimentos, para que as formas assim geradas, através da repetição, criem em nós o hábito de cultuar os bons valores. Caso alimentemos constantemente pensamentos e sentimentos negativos e prejudiciais, estaremos facilitando a criação de vícios e preconceitos que mais tarde se tornarão difíceis de ser modificados. No entanto, como a nossa força de vontade é arma poderosa contra os nossos maiores inimigos íntimos, podemos gerar formas-pensamento de força contrária, insistindo para que permaneçam e se sobreponham àquelas perniciosas que desejamos abolir.


Por isso é tão difícil, às vezes, modificar certos pré-conceitos e abandonar os vícios, porque as formas-pensamento não desejam abrir mão de seus hábitos. Como precisam de nós, da nossa matéria mental e emocional para sobreviver, vão insistir na repetição do pensamento/sentimento nocivo, cabendo a nós, através do estabelecimento da vontade verdadeira, destruir essas formas e substituí-las por outras mais construtivas e úteis.


Quando direcionamos o nosso pensamento para outra pessoa, três coisas podem acontecer:

1. Se a pessoa estiver em sintonia com o pensamento/sentimento, a forma que lhe foi direcionada vai conseguir penetrar em seu campo áurico, fortalecendo o sentimento ou pensamento ela já tinha. Exemplo: se estou com raiva por ter brigado com um conhecido e alguém me envia uma forma-pensamento de raiva, ela, imediatamente, vai me atingir e aumentar ainda mais a minha raiva, fortalecendo a discórdia.


2. Se a pessoa não estiver em sintonia com a forma-pensamento, ela fica suspensa ao redor dela até que seus pensamentos dêem uma brecha para que a forma penetre e a influencie. Exemplo: estou de bem com um colega, o que impede a penetração da forma-pensamento. Como, porém, a nossa relação é frágil e tumultuada, no primeiro desentendimento, a forma-pensamento penetra e estimula ainda mais a discórdia entre nós.


3. Se a pessoa não tiver sintonia alguma com a forma-pensamento, ela vai ser rebatida pela sua aura e vai voltar para quem a mandou. Exemplo: eu e meu amigo sempre nos tratamos com amorosidade, respeito e cordialidade, ainda quando discordamos sobre determinado assunto. A forma-pensamento chega e fica nos rondando, à espera de um desentendimento. Como nós não nos desentendemos, ela desiste e retorna para quem a mandou.


As formas-pensamento dirigidas a outras pessoas vão sempre tentar atingir o alvo, mas somente o conseguirão se uma sintonia for estabelecida, seja para o bem ou o mal. Se ela não consegue penetrar na pessoa a quem é dirigida, volta-se contra quem a mandou. Se foi um bem, quem enviou esse bem sente ainda mais bem-estar.


Nossos pensamentos possuem grande poder, e é por isso que precisamos ter muito cuidado com o que sentimos ou pensamos, seja para nós, seja para o outro. Se não vigiarmos os nossos pensamentos, sentimentos e atitudes, poderemos gerar formas-pensamentos prejudiciais a nós mesmos e ao próximo.


Quando desejamos mal a alguém, esse mal vai gerar uma forma-pensamento que sai da nossa mente direto para a pessoa alvo, podendo nela penetrar e lhe causar males pelos quais teremos que responder depois. Ou então, se a pessoa não merecer, não estabelecerá a sintonia, e quem vai receber todo aquele mal seremos nós.


Orar e vigiar é a melhor maneira de gerarmos formas-pensamento bonitas, luminosas e radiantes, capazes de levar bem-estar a nós e a todos. Quando rezamos, trazemos para o nosso plano partículas da força divina que inunda o universo, iluminando a nossa alma e a daqueles que nos cercam.


Nos planos mais elevados existe uma corrente constante de energia pronta para se derramar sobre o nosso mundo logo que um canal seja aberto. E um dos meios de abrirmos essa passagem é através da oração, que faz descer sobre nós uma chuva de energia benéfica, que fortalece e eleva quem está orando. Uma oração jamais é perdida. Quando oramos, sempre sentimos bem-estar, sensação de conforto, de acolhimento, de paz, serenidade.


Como formas-pensamento de igual teor se atraem, se cada um de nós fizer uma oração, por mais pequenina que seja, os fluidos benéficos aí gerados vão se irradiar sobre nós, ao mesmo tempo em que se sentirão atraídos por outros fluidos semelhantes, aos quais irão se juntar para derramar mais e mais energias positivas e reparadoras. Todos nós estamos em condições de orar. Se cada um fizer a sua parte, a resposta do Alto será única para todos, pois os canais acabarão se unindo aqui na Terra e formando uma corrente única e constante de amor.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEnergias Negativas
Próximo artigoMensagem de Esperança

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here