A intuição e o não

0
183

Não!

Palavra singular, negativa, áspera, também exprime cuidado, segurança e amor.


Ora, então o caro leitor me pergunta, como assim? Eu não consigo perceber esse outro lado. Como pode a palavra não, ter esses dois lados, o positivo e o negativo?


Tudo na vida meus irmãos possui os dois lados. Assim como a moeda possui a cara e a coroa. O bem e o Mal. É essa dualidade de atos, decisões, sentimentos que movem a humanidade.


O NÃO, significa, para o filho, o excesso de poder de seu pai para com ele afim de fazer prevalecer sua vontade.

Para o pai, o NÃO, significa zelo, proteção a alguém que ama.


Assim como a moeda que ao cair, rola pelo chão, rodopia frenéticamente e para, são da mesma forma, nossas atitudes. Quantas vezes já se viu a moeda que ao cair, parou em pé? Talvez demoremos uma vida para presenciar um acontecimento desses, tal qual a obediência sensata do filho para com uma negativa do pai.


O que fazer nesse caso?


Primeiro, tentar sempre, pois esperar as coisas acontecerem não contribui para que elas efetivamente aconteçam.


Uma pitada de sensatez, vai muito bem em situações de discórdias, desavenças e brigas por banalidades, por tentativas de se impor a qualquer preço em detrimento às idéias do outro.


O Espírita Cristão, o Umbandista, tem esse dever, não só para com a sociedade, para com seus familiares, mas em primeiro lugar, para consigo mesmo.


É o livre-arbítrio tomando forma!!!!!


Psicografado por: Daniele Machado

COMPARTILHAR
Artigo anteriorA cura da obsessão
Próximo artigoEvangelho no Lar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here